Rapidinha #04 – Fatores e Elementos Climáticos

0

A atmosfera terrestre é uma camada gasosa uniforme que se estende ao longo de 600km de altura na qual ocorrem os fenômenos climáticos. Esta camada gasosa além de proteger a superfície terrestre da radiação ultravioleta do sol, comporta os gases existentes no planeta e compõe as condições climáticas que interferem na vida dos mais diversos seres vivos. Nessa rapidinha, você vai aprender mais sobre Fatores e Elementos Climáticos.

AS CAMADAS ATMOSFÉRICAS
A atmosfera terrestre é formada por diversos gases. Destes gases, os principais são: o nitrogênio, o argônio, o oxigênio, e o hidrogênio. Do trecho mais externo da atmosfera a até a superfície da Terra, a atmosfera se divide em função de suas características físicas em: exosfera, termosfera, mesosfera, estratosfera e troposfera.
A exosfera, camada mais externa da atmosfera, apresenta temperaturas elevadas. Logo abaixo da exosfera, a Ionosfera apresenta temperatura pouco menor, ar rarefeito e eletricamente carregado. A camada intermediária, a Mesosfera, chega a até 80 km de altitude. Na estratosfera, que se estende a até 50 km de altitude, logo abaixo da mesosfera, encontra-se a camada de ozônio.
Abaixo desta, encontra-se a troposfera, com altitude máxima de 10 km. Nesta faixa atmosférica se concentra cerca de 75% dos gases e 80% da umidade atmosférica. É nesta camada que se observa a ocorrência de fenômenos meteorológicos, como as chuvas, a neve e os ventos.

CLIMA E TEMPO ATMOSFÉRICO
Conceitualmente, tempo corresponde ao estado em que a atmosfera se encontra em um determinado momento, através do qual são percebidas as condições meteorológicas como por exemplo a existência de nuvens.
Clima, por outro lado, remete a uma sequência habitual de tempos. Assim, pode-se dizer que o clima é duradouro, às vezes até mesmo permanente. Embora duradouro, o clima vem sendo alvo de ação antrópica e, portanto, tornando-se mais dinâmico.

OS ELEMENTOS DO CLIMA
Os elementos do clima são um conjunto de características que determinam o clima de uma determinada região do globo. São aspectos como temperatura, pressão atmosférica e umidade.
A umidade é a quantidade de vapor de água existente na atmosfera, a qual se pode medir em valores relativos ou absolutos. O nível de umidade no ar é influenciado pela evaporação de corpo d’água.
A temperatura é um dos elementos mais importantes do clima, pois determina a ocorrência de diversos fenômenos meteorológicos. O aquecimento da atmosfera ocorre por irradiação de calor, o que define a temperatura local.
A pressão atmosférica é a força exercida pelo ar sobre a superfície terrestre. Quanto maior a temperatura, maior a pressão, e vice-versa.
As massas de ar são grandes porções atmosféricas com pressão atmosférica, temperatura e umidade próprias. A interação entre estas resulta em fenômenos climáticos.

FATORES CLIMÁTICOS
Os fatores climáticos são aspectos que influenciam nas variações do clima no globo. São fatores como latitude, altitude, maritimidade, continentalidade, correntes oceânicas e relevo.
Quanto maior a latitude de um ponto, mais distante este se encontra da linha do equador. Assim, menor a temperatura e a pressão atmosférica local. As diferentes faixas de latitude existentes no globo estabelecem cinco zonas térmicas: Tropical, Temperada do Norte, Temperada do Sul, Glacial Ártica e Glacial Antártica.
A altitude também interfere nas condições climáticas. A cada aumento de 100 metros na altitude, a temperatura se reduz em valor próximo a 1ºC. Assim como temperatura, a pressão atmosférica também reduz com o aumento da altitude.
As correntes marítimas são trechos do oceano nos quais as águas se movimentam com velocidades, densidades, temperaturas e salinidades próprias. São importantes fatores de distribuição térmica pelo globo. Sua temperatura é ditada inicialmente pelo ponto em que esta se origina, sendo alterada conforme se desloca pelo globo. As correntes frias, portanto, se originam nos pólos e se dirigem a regiões mais quentes, reduzindo a temperatura nestas regiões. Já as correntes quentes realizam o extremo oposto. Logo, nota-se que estas afetam também a precipitação nestas regiões, uma vez que interferem na temperatura local.
A maritimidade ou a continentalidade de uma região também são fatores climáticos. Os corpos d’água tendem a armazenar mais calor que as faixas de terra. Desta forma, as amplitudes térmicas em locais mais próximos à água, ou seja, de maior maritimidade, são menores que as amplitudes registradas em áreas continentais, que dá água distam. O relevo, último fator climático abordado, interfere nos níveis de precipitação de uma região, interferindo no clima enquanto alteram o deslocamento das massas de ar, barrando-as ou redirecionando-as.

VEM SER GALILEO!
Deixe seu e-mail abaixo e te mostraremos como ser aprovado na universidade dos sonhos ;D
Fique tranquilo, não mandaremos spam..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here